Campanha morna revela dificuldades que candidatos a conselheiros tutelares enfrentam antes da eleição – Blog do Amarildo | Jornal Fogo Cruzado DF

0
19
Campanha morna revela dificuldades que candidatos a conselheiros tutelares enfrentam antes da eleição – Blog do Amarildo
Campanha morna revela dificuldades que candidatos a conselheiros tutelares enfrentam antes da eleição – Blog do Amarildo

Campanha morna revela dificuldades que candidatos a conselheiros tutelares enfrentam antes da eleição – Blog do Amarildo
Campanha morna revela dificuldades que candidatos a conselheiros tutelares enfrentam antes da eleição – Blog do Amarildo
Campanha morna revela dificuldades que candidatos a conselheiros tutelares enfrentam antes da eleição – Blog do Amarildo

Sem título 1
Sem título 1

Por Amarildo Castro e Álvaro Pereira – A menos de um mês do dia da votação para a escolha dos conselheiros tutelares em todas as Regiões Administrativas do Distrito Federal, marcada para o dia 6 de outubro, o que se vê, no entanto, pelo menos no Guará e Núcleo Bandeirante, é um clima morno, quase de apatia, por parte da grande maioria dos candidatos que disputa as vagas. E olha que a importância de seu papel na comunidade é bastante relevante. De 2020 a 2023 os 200 conselheiros e 400 suplentes atuarão na garantia e defesa dos direitos das crianças e adolescentes que residem no DF.

Apesar de ser uma eleição diferente se comparada a um pleito político, a campanha ainda não decolou na maioria das cidades, especialmente no Guará e Núcleo Bandeirante. À exceção de dois candidatos do Guará, o silêncio reina entre os 32 restantes postulantes ao posto de conselheiro tutelar na cidade e também entre os mais de 15 que ‘brigam’ por cinco vagas no vizinho Bandeirante. Até o momento, não se tem observado a postagem de banners da larga maioria dos candidatos nas redes sociais nem folders (impressos) sendo distribuídos ou divulgados entre a população, muito menos o corpo a corpo (comum em eleições tradicionais) conforme estabelece a legislação para a campanha para conselheiro tutelar.

A eleição do Conselho Tutelar do Guará tem uma particularidade que em outras cidades não ocorre. Por aqui, o pleito será realizado em conjunto com a do SIA.  Esta região foi desmembrada do Guará e, por não dispor de seção eleitoral que compreende apenas os eleitores do SIA, a eleição dos cinco conselheiros será proveniente da lista dos mais votados no Guará, conforme estabelecido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal para o caso de novas RAs desmembradas de outras. Neste caso, os cinco mais votados no Guará poderão optar para trabalhar na cidade.

Corrida deve esquentar no finalzinho

Para o conselheiro tutelar Jeferson Maximino, que está em seu segundo mandato, e que preferiu não disputar a reeleição, a campanha deve pegar fogo quanto estiver mais próxima a eleição. “Os candidatos devem intensificar a campanha quando tiver mais perto. Mesmo porque essa é uma eleição diferente das partidárias. Nestas muitas são as promessas, mas para conselheiro tutelar não se pode prometer o que não pode ser cumprido. Não adianta inventar propostas. Há uma legislação que tem de ser respeitada, pois é passível de punição aquele que desrespeitá-la. Para isso existe uma comissão eleitoral”, explica Maximino.

Candidatos falam sobre a eleição

imagem13-09-2019-04-09-43
imagem13-09-2019-04-09-43
Para Robson Majus, um dos candidatos, regras são confusas e há pouco tempo para a campanha

Robson Majus, um dos 34 que disputam a preferência dos eleitores no Guará, atribuiu a pouca mobilização dos candidatos na disputa pelo cargo até agora à falta de apoio do governo no incentivo à campanha, aos poucos recursos dos candidatos e às regras confusas que regulamentam a campanha, sem contar o intervalo curto entre a campanha e o pleito.

À frieza da campanha, Majus atribui a confiança que os candidatos depositam nos seus grupos eleitorais, como igreja, escolas e outros, o que o leva a supor, por isso, a falta de acirramento. “E muito pouco tempo para que os candidatos possam fazer muita coisa e é pouco o dinheiro que temos para fazer propaganda”, acrescentou.

Para Sérgio Andrade Martins, o Serginho (conforme seu registro na sua candidatura), candidato a conselheiro tutelar no Núcleo Bandeirante, avalia que a eleição de conselheiro tutelar não pode ser comparada às parlamentares. “No caso da de conselheiro, ela tem um cunho social. Não se pode por carro de som nas ruas, nem se utilizar outdoors, ou seja, de grandes mídias porque é proibida pela legislação. É uma eleição atípica, limitada porque o foco do candidato é familiares, círculo de amizades. Afinal, você não vai buscar votos em pessoas desconhecidas, já que o voto não é obrigatório”, diz Serginho.

imagem13-09-2019-04-09-46
imagem13-09-2019-04-09-46
Para Sérgio Martins, candidato no Núcleo Bandeirante, cunho social da campanha limita agitações

Nota da Redação – Qualquer candidato do Guará ou Núcleo Bandeirante que queira comentar sobre o tema à reportagem pode ligar para 9-82518999 ou 33820532 que acrescentaremos ao texto. Isso também faz parte da obediência às regras de divulgação da campanha para conselheiro tutelar 2019. Caso algum candidato tenha ficado de fora da lista, favor entrar em contato.

Lista de candidatos a conselheiro tutelar no Guará

ADRIANA DESIDERIO AFONSO DA APARECIDA ALVES DA S. ALESSANDRA FIGUEREDO, ANA RODRIGUES,  CARLINHOS BALAO, CARLOS ALEXANDRE BONIFACIO ROD, CARMEM OLIVEIRA, DEBORA, EDUARDO FERNANDES ELSON LEILA CARVALHO HELCIO LIMA PASTOR HUGO IAGHO HENRIQUE DE SOUSA CARPANEDA JANE LINDA LUCAS O AMIGO DA CRIANCA LUIS VILLAS MARCELO CAMILO MARIA LUCIA ROBERIA ROBERTA FLORIANO MAGNO ROBLEDO DIDOFF ROBSON MAJUS ROSE MAXIMO ROSINEVES PAULO SANTOS PEREIRA GONELLA PASTORA SOLANGE ALVES SUELLEN ROBIAS

Lista de candidatos a conselheiro tutelar no Núcleo Bandeirante

Relação por ordem Alfabética dos candidatos ao Conselho Tutelar do NÚCLEO BANDEIRANTE – RA VIII

ALLISSON CRISTIANNI SOUTO PEREIRA, CINTHYA WERCELENS SILVA, DEBORA DE ARAUJO RIBEIRO MACHADO, ELIZABETE GOMES DA CRUZ DOS SANTOS, FABIANO CARVALHO DA SILVA, IRANI ALVES SOARES BERNARDO, JACHSON MARQUES DE OLIVEIRA, LUCI DA SILVA SERRANO, LUCIA DE ALMEIDA LIZARDO DA SILVA, MARIA GORETE BRITO PIMENTEL, MARISA CAVALHEIRO SERRA VERDE, MARLOS MARQUES DE OLIVEIRA, POLIANA JUSTO DE LIMA, RITA ALINE FERNANDES DA SILVA, RITA JUDITE CARMO BARBOSA, RODOLFO LEAO ADORNO, SERGIO ROBERTO ANDRADE MARTINS, O SERGIO SERGINHO ULYSSES BARBOSA DE ALMEIDA, VANILDA LUCIA VIEIRA CORDEIRO, VICTOR VIEGAS DE MORAIS.

 

 

 

 

 

Matérias Relacionadas

Relacionado

Comentários

Atenção! Os comentários do Jornal Fogo Cruzado DF são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios podem ser denunciados por outros usuários, acarretando até mesmo a perda da conta do Facebook.

imagem13-09-2019-04-09-57
imagem13-09-2019-04-09-57

Fonte: fogocruzadodf.com.br/noticias/campanha-morna-revela-dificuldades-que-candidatos-a-conselheiros-tutelares-enfrentam-antes-da-eleicao-blog-do-amarildo