Os 40 anos

0
154

Solenidade eucarística celebra os 40 anos do Caminho Neocatecumenal em Brasília

Celebração contou com a participação do governador em exercício, Paco Britto, e teve apoio de vários órgãos do GDF, como Detran e Corpo de Bombeiros

Uma celebração eucarística presidida pelo cardeal-arcebispo de Brasília, dom Sérgio da Rocha, marcou os 40 anos do Caminho Neocatecumenal da Arquidiocese de  Brasília. A solenidade, cocelebrada por 70 padres, contou com a presença do governador do Distrito Federal em exercício, Paco Britto. O ato litúrgico aconteceu neste domingo (7), no Ginásio Nilson Nelson.

Pelo menos 10 mil fiéis participaram da santa missa, que teve início com um louvor à Virgem Maria. A manifestação cristã teve como tema “Ide por todo o mundo, proclamar o Evangelho a toda criatura”.

Durante a homilia, dom Sérgio disse que a celebração eucarística reconhece que o caminho na igreja e na arquidiocese é um dom de Deus. “Tantos irmãos têm recebido o anúncio da boa nova e vivido o evangelho. A graça e misericórdia de Deus tem despertado tantos missionários. Bendizemos a Deus por tantos irmãos que estão dispostos a servir em comunidades em que há carência de evangelizadores. “Somos chamados a renovar nosso compromisso sincero e seguir Jesus (…). Precisamos viver e testemunhar a palavra como verdadeiros missionários”, ressaltou o cardeal-arcebispo de Brasília.

Na celebração, estava Shirley Zague. Ela  faz parte da comunidade desde os 8 anos de idade. Hoje, aos 40, diz que o sentido da sua vida é o Caminho Neocatecumenal. “Estou aqui para agradecer a Deus porque ele resgatou o matrimônio dos meus pais”.

Além das belas músicas, diferenciadas dos celebrações comuns da igreja católica, outra peculiaridade do  Caminho Neocatecumenal é a comunhão. No lugar da hóstia, comungam pão ázimo consagrado.

O Governo do Distrito Federal apoiou a solenidade por meio de ações do Detran; Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Esportes.

O Caminho Neocatecumenal

De acordo com a igreja, o Caminho Neocatecumenal é uma instituição para ajudar as pessoas que abandonaram a fé a reviver o batismo.  A ideia é que as famílias pertencentes às comunidades implantem a igreja onde ela não existe. E Brasília tem seguido muitos caminhos e vocações, como o seminário Seminário Redemptoris Mater, que surgiu dessa comunidade de fé e já ordenou mais de 130 padres.

A intenção é de  renovar e amadurecer a fé nas pessoas que se encontram afastadas da Igreja.

A história

Os  primeiros estados a receber essa manifestação de fé no Brasil foram  Paraná e São Paulo, em 1974. Atualmente, há quase 100 dioceses com mais de 1.700 comunidades espalhadas em quase todos os estados.

Em Brasília, o ato foi iniciado em 1979. Nesses 40 anos, foram construídas mais de 250 comunidades distribuídas em 31 paróquias por toda a capital federal.

Fonte:EMANUELLE COELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA.