Caminhão itinerante do Serasa oferece consultas de graça no DF

0
138

Ele fica estacionado no Jardins Mangueiral até sexta-feira (25), das 8h às 18h.

caminhão itinerante do Serasa chega ao Distrito Federal nesta terça-feira (22) para consultas de cadastro financeiro e renegociação de dívidas. Ele ficará estacionado na quadra 9 do Jardins Mangueiral, em São Sebastião, até sexta (25). O horário de atendimento é das 8h às 18h.

Segundo o gerente de relacionamento do Serasa, Sérgio Ricardo Oliveira, a ideia é “trazer informação ao consumidor”, uma vez que os serviços disponíveis no site serão oferecidos à população de forma gratuita e pessoal.

“O consumidor, se dirigindo até a nossa carreta, vai ter acesso à consulta de crédito, verificar todas as pendências, histórico em relação a isso e pontuação de crédito, que é a avaliação de pontos em relação ao mercado financeiro e vai poder abrir um cadastro positivo.”

Entre as iniciativas do Serasa itinerante está também a de renegociar dívidas com a Ativos S/A – empresa que administra dívidas junto ao Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco e Santander e com as financeiras Zogbi, Aymoré, Bradesco e Olé. A empresa calcula que haja aproximadamente 992,7 mil pessoas inadimplentes no DF.

“Se uma das dívidas pertencer à Ativos S/A, nós temos um atendimento personalizado com condições de pagamento diferenciados e [o consumidor] já pode sair daqui com sua dívida negociada e com a possibilidade ampla de ter o seu nome limpo”, disse Oliveira.

Serasa pelas ruas

O SerasaConsumidor, responsável pelo projeto itinerante, adaptou um caminhão de 15 metros de comprimento e 2,6 metros de largura para fazer os atendimentos à população. Ele começou a circular pelo Brasil em 12 de setembro em São Paulo e percorreu 14.904 quilômetros em todo o país. Ao todo, mais de 85 mil pessoas já foram atendidas.

A ideia é que o caminhão deve percorra 39 cidades. Outras quatro, ao longo do rio Amazonas, serão atendidas de barco. Serão mais de 18 mil quilômetros rodados até julho.

Cerca de 30 pessoas trabalharão no projeto, incluindo a jovem selecionada entre 120 mil candidatos para escrever sobre a realidade financeira dos brasileiros em diferentes locais do país.