Com nove de dez jogos disputados, a penúltima rodada da primeira fase Série C do Campeonato Brasileiro teve definidas as classificações de Remo, Paysandu e Vila Nova à próxima etapa do torneio, e o rebaixamento inédito do Boa Esporte à Série D. Destaque, ainda, às goleadas de Ferroviário e Volta Redonda sobre Imperatriz e Brusque, respectivamente.

No Grupo A, está quase tudo definido. A partida-chave de ontem (28) reuniu Manaus e Remo, que jogaram na Arena da Amazônia. Os donos da casa precisavam ganhar para seguirem com chances de classificação. Mas, com dois gols relâmpagos dos atacantes Salatiel e Tcharles no início do segundo tempo, sacramentaram a vitória do Remo por 2 a 0.

O Remo foi a 30 pontos, na segunda posição da chave, assegurando vaga à sequência da competição e eliminando os manauaras – que ocupam o quinto lugar da chave, com 23 pontos. De quebra, o Azulão ajudou o rival Paysandu a também se garantir na próxima fase. Na sexta-feira (27), o Papão venceu o Botafogo-PB por 1 a 0.

Outro que se beneficiou da vitória remista foi o Vila Nova. Em quarto lugar, os goianos foram a 28 pontos com o empate por 1 a 1 com o Treze no estádio Amigão, em Campina Grande (PB), também no sábado. O meia Emanuel Biancucchi – que é primo do atacante Lionel Messi – fez para o Tigre, enquanto o atacante Gilvan marcou para o Galo da Borborema.

A partida marcou o retorno aos gramados de Marcelinho Paraíba, de 45 anos, quase nove meses após o ex-atacante de clubes como Grêmio, São Paulo e Hertha Berlim (Alemanha) anunciar a aposentadoria. O veterano do Treze entrou em campo no segundo tempo, mas saiu contundido quase 30 minutos depois.

O time de Campina Grande permanece na zona de rebaixamento – em nono lugar, com 18 pontos – e terá um confronto direto com o rival Botafogo-PB, oitavo colocado com um ponto a mais, na próxima rodada, em João Pessoa. Além da dupla paraibana, a Jacuipense-BA ainda briga para não cair, mas pode escapar já nesta segunda-feira (30) se pontuar contra o líder Santa Cruz, no estádio de Pituaçu, em Salvador. Os baianos somam 21 pontos.

Único time do grupo já rebaixado, o Imperatriz sofreu mais uma goleada no sábado. Na Arena Castelão, em Fortaleza, o time maranhense levou 7 a 0 do Ferroviário – que, com a vitória, livrou-se de qualquer possibilidade de queda à Série D. O atacante William Lira, com quatro gols, foi o protagonista do massacre. Os meias Lucas Hulk, Caíque e Vítor Xavier também balançaram as redes. O Tricolor foi a 22 pontos, em sexto lugar no grupo. O Cavalo de Aço somou apenas um ponto em 17 partidas, com 58 gols sofridos.

Cenário embolado no Grupo B

O Volta Redonda foi além. Jogando ontem (28) fora de casa, a equipe carioca aplicou 8 a 1 no Brusque. O detalhe é que o Voltaço lutava contra o rebaixamento, enquanto o Quadricolor liderava o Grupo B. Os atacantes Alef Manga (três), João Carlos (dois) e Daniel, o meia Hiroshi e o lateral Oliveira marcaram para o time aurinegro, que foi a 22 pontos e não tem mais risco de queda. O meia Marco Antônio descontou para os catarinenses.

Apesar da goleada sofrida e de não vencer há seis jogos, o Brusque segue no G-4 e ainda depende apenas de si para se classificar. Líder da chave na maior parte da primeira fase, o Quadricolor caiu para o terceiro lugar, com os mesmos 28 pontos de Londrina (1º) e Ypiranga-RS (2º), mas fica atrás pelo saldo de gols. A chave está embolada, com cinco equipes na briga por quatro vagas na sequência da competição.

Tanto Londrina quanto Ypiranga venceram os confrontos deste sábado (28) por 2 a 1 e também dependem somente dos próprios esforços na última rodada. Com gols dos atacantes Juan Matos e Douglas Santos (de bicicleta), os paranaenses bateram o Tombense – que foi às redes com o atacante Gabriel Lima. Os mineiros, que podiam ter se classificado por antecipação, desceram para quinto, fora do G-4, com os mesmos 26 pontos do Ituano. Os paulistas ficam na frente, em quarto, por terem dois gols a mais de saldo.

O Galo de Itu (SP) foi a vítima do Ypiranga. Os atacantes Neto Pessoa e Caprini marcaram para o clube de Erechim (RS), enquanto o zagueiro Sueliton descontou para o time do interior paulista, que atuou em casa. Se Londrina, Ypiranga e Brusque ganharem os respectivos compromissos na última rodada, Ituano (que encara o São Bento) e Tombense (que enfrenta o Boa Esporte) dependerão um do resultado do outro para saber quem avança.

O Boa, por sua vez, teve o rebaixamento decretado com a derrota por 1 a 0, em casa, para o São Bento. Com apenas 14 pontos e em último lugar no Grupo B, o time de Varginha (MG) vai disputar a Série D pela primeira vez em sua história. O Bentão, que balançou as redes com o atacante Coutinho, foi a 17 pontos e segue na penúltima colocação, ainda no Z-2, mas nutre esperanças de escapar da queda.

O clube de Sorocaba (SP) tem um ponto a menos que o Criciúma, que perdeu por 2 a 0 para o São José-RS, com dois gols de pênalti do goleiro Fábio – resultado que livrou os gaúchos do rebaixamento. Na última rodada, os paulistas precisam vencer o Ituano em casa e torcer para os catarinenses não derrotarem o Brusque em Criciúma (SC).

Confira a classificação da Série C do Campeonato Brasileiro.



Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta