Além de problemas no abastecimento energético e do aumento do número de casos da covid-19, parte da população do Amapá se viu às voltas, ontem (22), com transtornos causados pela forte chuva que atingiu o estado. Segundo o  Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis do estado, apenas em Macapá o volume de água chegou a 74 milímetros (mm) em menos de uma hora de chuva, superando a expectativa inicial, de cerca de 45 mm de precipitação pluviométrica.

“Esta chuva foi a mais intensa deste ano”, disse o meteorologista Jefferson Vilhena, em um vídeo que a prefeitura de Macapá compartilhou nas redes sociais. De acordo com Vilhena, a chuva se estende por quase todo o estado, e há uma probabilidade de que se intensifique nos próximos dias.

“Percebemos que as chuvas estão se intensificando. Pode ser que, daqui para frente, ocorram chuvas até mais intensas que esta”, acrescentou o meteorologista, revelando que, em 20 dias, o volume de chuvas já supera os 150 mm, resultado três vezes superior ao esperado para todo o mês.

chuvas em Macapá, As equipes também estão realizando a desobstrução nas vias Raimundo Álvares da costa, Procópio Rola e Pedro Lazarino.

Equipes estão realizando a desobstrução nas vias Raimundo Álvares da costa, Procópio Rola e Pedro Lazarino. – Prefeitura de Macapá

Desde a tarde deste domingo (22), quando a chuva ficou mais fraca, servidores da prefeitura trabalham para desobstruir bueiros de vias alagadas e retirar parte do lixo carregado para cursos d’água como o Canal do Nova Esperança. 

Isenção

A forte chuva que causou transtornos, principalmente na capital, Macapá, ocorreu um dia após o governador Waldez Góes decretar estado de calamidade pública no estado. A medida, segundo o governador, abre caminho para que o governo federal autorize a suspensão da cobrança da conta de luz de todos os consumidores amapaenses.

A isenção foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro, também no sábado (21). Ao visitar o estado na companhia do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e de diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Bolsonaro afirmou que assinará uma Medida Provisória para isentar os consumidores do pagamento de energia retroativo a 30 dias da data em que a MP for publicada.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, o fornecimento de energia elétrica chegou ontem a 89% da carga média com que o sistema elétrico operava no estado até quem um incêndio em uma subestação de Macapá, no dia 3 de novembro, causasse um apagão que atingiu a 13 das 16 cidades amapaenses. A subestação pertence à empresa privada Linhas Macapá Transmissora de Energia (LMTE). As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas. “A apuração de responsabilidades será realizada, com todo o rigor, pelos órgãos competentes”, garantiu o ministério, em nota.

Acompanhe na Radioagência Nacional

Covid

Neste domingo (22), a Secretaria Estadual de Saúde confirmou a ocorrência de 312 novos casos da covid-19, elevando o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (covid-19) a 56.548. Há ainda 1.809 casos suspeitos em análise.

Dos novos casos confirmados de sábado (21) para domingo (22), 178 foram registrados na cidade de Santana; 114 em Macapá, 11 em Porto Grande e nove em Oiapoque. Não houve nenhuma morte no último período. Desde o início da pandemia, o estado registra 789 mortes, em 15 cidades, e 46.083 pessoas recuperadas da doença.

matéria atualizada às 14h06 para acréscimo de informação

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta