Com o propósito de apoiar o setor do turismo na retomada das atividades, o Governo de Goiás, por meio da GoiásFomento, promoveu uma readequação dos valores financiados por duas linhas de crédito destinadas ao setor com recursos do Fundo Geral do Turismo (Fungetur). São elas: a GF Turismo Capital Fixo e a GF Turismo Giro Puro. A informação é do presidente da Agência de Fomento, Rivael Aguiar.

A GF Turismo Capital Fixo financia obras civis, ampliação, modernização, reforma e aquisições, quando integrarem projetos de capital fixo e capital de giro associado. Nesta linha de crédito, os valores financiados agora variam de R$ 15 mil até R$ 2 milhões. Anteriormente eram de R$ 10 mil a R$ 400 mil. Já a GF Turismo Giro Puro, que financiava de R$ 10 mil a R$ 400 mil, agora pode liberar de R$ 15 mil a R$ 400 mil.

Segundo Rivael, a GF Turismo Capital Fixo é a linha de crédito de maior valor destinada a esta atividade ofertada pela instituição financeira, com recursos do Fungetur do Ministério do Turismo. Nesse financiamento, o prazo de pagamento é de até 240 meses, incluindo carência de até 60 meses. Os juros cobrados são a Taxa Selic mais 5% ao ano. O desembolso ocorre conforme o cronograma do projeto, mediante as comprovações. Pode ser feito também na forma de reembolso para os gastos efetuados até seis meses antes da apresentação da proposta.

No caso da linha de crédito GF Turismo Giro Puro, o prazo de pagamento é de até 60 meses e a carência é de 12 meses. Os juros previstos também são Taxa Selic mais 5% ao ano. O desembolso ocorre diretamente na conta da empresa tomadora do crédito em parcela única.

Aquisição de bens

Já a linha de crédito GF Turismo Aquisição de Bens financia a compra de máquinas, equipamentos, móveis, utensílios e capital de giro associado. Nela o limite financiado é de R$ 1 milhão. A participação é de até 100% do valor dos investimentos, e o giro associado é de 30%. Tem prazo de pagamento de 60 meses, com 12 meses de carência. Os juros também são Taxa Selic mais 5% ao ano, com desembolso conforme o cronograma do projeto.

A GoiásFomento disponibiliza, ainda, uma linha de crédito específica para os guias de turismo, destinada para capital de giro. O tomador tem que ser microempreendedor individual (MEI). O valor financiado é de até R$ 8 mil, com prazo de pagamento de 48 meses e carência de até 12 meses. Os juros cobrados são Taxa Selic mais 2,5% ao ano. O desembolso também é feito diretamente na conta do tomador, em até oito parcelas, ou parcela única (a situação cadastral do cliente é avaliada).

Para o acesso às linhas de crédito do Fungetur, são exigidos alguns requisitos mínimos. A empresa deve estar enquadrada em pelo menos uma das atividades elencadas no artigo 21 da Lei 11.771/2008, que dispõe sobre a Política Nacional do Turismo. Precisa também estar incluída no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur).

Outra exigência é que a empresa não pode estar inscrita nos órgãos de proteção ao crédito. O valor solicitado deve ser compatível com o faturamento da empresa e com o projeto, e o proponente deve apresentar garantias. No caso dos guias de turismo, especificamente, o Cadastur tem que ser anterior a abril de 2020, segundo informa o presidente da GoiásFomento.

Atendimento

Rivael Aguiar acrescenta que, devido à pandemia, o atendimento está sendo feito todo de forma virtual. O empreendedor interessado acessa o site da GoiásFomento ( www.goiasfomento.com), onde obtém as informações sobre as linhas de crédito e encontra uma cartilha sobre as linhas de crédito emergenciais. No site, também está disponível um link, por meio do qual é feito o download do formulário que será preenchido, e indicações para envio da documentação. Caso haja dúvida, o atendimento pode ser feito pelo telefone (62) 3216-4900, ou pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Os empreendedores contam, ainda, com o apoio do Sebrae, que presta consultoria gratuita para empresas e disponibiliza as informações do Portal do Empreendedor. Além disso, mais de 214 correspondentes de crédito credenciados pela Agência de Fomento, espalhados pelo Estado, podem auxiliar no preenchimento da documentação. O atendimento presencial só ocorre de forma agendada, e para entrega de contrato.

GoiásFomento – Governo de Goiás

Fonte: Portal Goiás

Deixe uma resposta