O presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, vistoriou nesta terça-feira (16/02), o andamento das obras de duplicação da GO-070, no perímetro urbano da cidade de Goiás. A iniciativa, interrompida durante o governo passado, foi retomada em outubro de 2020. No total, é realizada a duplicação de 3,2 quilômetros para conclusão do trecho e, ainda, a revitalização de 14,5 quilômetros, do percurso entre o entroncamento da GO-164 e a antiga capital do Estado.

Nesta vistoria, Pedro Sales ouviu também lideranças locais e moradores da região que pediram uma intervenção para ajustar a segurança dos motoristas no primeiro trevo na entrada da cidade de Goiás. De pronto, o presidente da Goinfra, reunido com o corpo técnico de engenheiros, determinou o reajuste no espaço, com a retirada de dois postes de iluminação, que serão realocados.

“Pedro Sales se mostrou sensível a esta situação. De pronto, já determinou à sua equipe de engenheiros para estudar a melhor maneira de garantir a segurança viária dos moradores e motoristas que trafegam pelo espaço”, afirmou o empresário Pericles Fleury, moradora da cidade de Goiás há 54 anos. “É um local também em que há tráfego constante de ônibus escolares e de moradores de outra região do município.”

Conde dos Arcos

Acompanhado pelo secretário da Retomada, César Moura, o presidente Pedro Sales vistoriou ainda o Palácio Conde dos Arcos, que passará por reforma em breve. A Goinfra irá realizar a pintura no espaço, executar a substituição de vidraçarias e esquadrias de madeira das portas e janelas, e também instalar um novo assoalho de madeira. O palácio guarda parte importante da trajetória do Estado, como a história de seus governantes.

Em um segundo momento, conforme explica Pedro Sales, “haverá uma parceria com a Secretaria de Cultura de Goiás, para a proposta de uma reforma estrutural completa e integral com objetivo de deixar o palácio recuperado e preparado”, sintetizou.

O diretor de Obras Civis da Goinfra, Alceste Fontoura, e a superintendente de Patrimônio Histórico e Artístico da Secult , Tânia Mendonça, também participaram da vistoria. “Todos os objetos e documentações que estão aqui dentro fazem parte da história dos goianos. Agora, essa proposta de preservação e manutenção irá contribuir para que possamos reabrir o museu ao público, oferecendo ao município e aos turistas a rica história de Goiás”, reforçou Tânia.

Fonte: Goinfra

Fonte: Portal Goiás

Deixe uma resposta