A Polícia Civil de Goiás cumpriu na manhã desta quinta-feira (11/02) cinco mandados de busca e apreensão, contra integrantes de uma associação criminosa. O grupo é investigado pelo desvio de aproximadamente R$ 600.000,00 de uma instituição financeira de Caldas Novas. Os mandados foram cumpridos por equipes da Delegacia de Polícia do município, com apoio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e do Distrito Policial de Corumbaíba.

Segundo a investigação, correspondentes bancários, com o auxílio de funcionários da agência, providenciavam o acerto financeiro realizando diversos depósitos com envelopes vazios. Com isso, era gerado crédito automático para os correspondentes. A situação trouxe por um rombo na prestação de contas da instituição, já que alguns dos trabalhadores encarregados pela conferência dos envelopes também participavam das fraudes.

Os indícios de crime foram verificados pela sindicância do banco, que denunciou o caso à corporação. Imagens das câmeras de seguranças da instituição registraram os indivíduos realizando os depósitos fictícios. De acordo com o delegado Rogério Moreira, entre os suspeitos alvos da ação estão dois ex-funcionários do banco e quatro pessoas de uma mesma família. “Eram proprietários de duas lojas de correspondência, que prestam serviços bancários aos clientes de pagamento de contas”, informou.

Durante as diligências nesta quinta-feira, foram apreendidos mais de R$ 20.000,00 em espécie na casa dos integrantes do grupo. A Polícia irá apurar ainda a origem do dinheiro. A investigação deverá continuar e os indivíduos serão interrogados. Ao final do inquérito policial, os suspeitos irão responder pelos crimes de estelionato e associação criminosa. Se condenados, poderão pegar pena superior a 5 anos de reclusão.

Fonte: SSP-GO

Fonte: Portal Goiás

Deixe uma resposta