A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) anunciou nesta segunda-feira (26) a convocação da seleção brasileira da modalidade para os Jogos de Tóquio (Japão). A equipe masculina terá Hugo Calderano, Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy, com Eric Jouti na reserva. Já o time feminino será representado por Bruna Takahashi, Jessica Yamada e Carol Kumahara, tendo Giulia Takahashi na suplência.

A vaga de Calderano, sétimo do ranking da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF, sigla em inglês), foi assegurada com a medalha de ouro obtida nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), em 2019, no torneio individual. Naquele ano, a CBTM informou que a segunda vaga do time masculino e as duas primeiras da seleção feminina seriam ocupadas pelos atletas mais bem posicionados na lista da ITTF. Tsuboi (37º entre os homens), Bruna Takahashi (48ª entre as mulheres) e Jessica (142ª) se credenciaram para Tóquio.

A confederação também adotou a colocação no ranking como critério para definir os terceiros representantes de cada equipe: Ishiy (59º) e Carol (144ª). Esta última disputará os Jogos pela terceira vez na carreira, igualando-se a Lígia Silva como a mulher com mais participações olímpicas no tênis de mesa.

Quanto à escolha dos reservas, a nota da CBTM lembra que Jouti, 88º do mundo e quarto melhor brasileiro, já integra o time principal masculino no ciclo olímpico, e que Giulia, de 16 anos, “vem se destacando há alguns anos” e participou da Missão Europa com a seleção feminina em Portugal. A jovem, irmã de Bruna, é a 41ª do ranking mundial sub-19 e a 15ª no sub-17.

“A escolha da Giulia Takahashi como reserva se dá pelos excelentes resultados obtidos, principalmente em 2019. Acredito muito no seu potencial e seria de muita importância adquirir experiência estando junto com a equipe em Tóquio”, explicou o técnico da seleção feminina, Hugo Hoyama, no comunicado da CBTM.

“Cheguei a esse time e ao reserva pelos resultados em competições, dentro de uma estratégia para tentar conquistar resultados especiais para o Brasil. Temos uma equipe bem equilibrada, com três jogadores destros e um canhoto. Todos estão no top 100 do ranking mundial, com destaque para o Hugo Calderano, que figura no top 10”, argumentou Francisco Arado, o Paco, treinador da equipe masculina, também na nota divulgada pela confederação.

Além da disputa por equipes, o Brasil possui duas vagas nas chaves individuais masculina e feminina. Segundo a CBTM, como os brasileiros mais bem posicionados nos respectivos rankings, Calderano e Bruna estão confirmados. O outro representante em cada naipe, conforme a entidade, será divulgado “até a data limite da inscrição, em meados de maio”.

Antes da ida para Tóquio, as seleções realizarão períodos de preparação na Europa. O time masculino ficará em Ochsenhausen (Alemanha), no clube que Calderano defendeu até março. Já a equipe feminina se concentrará no Centro de Alto Rendimento de Vila Nova de Gaia, região metropolitana da cidade do Porto (Portugal), sede da Missão Europa em 2020.



Fonte: Agência Brasil